SEC quer fundos de hedge, doações para divulgar votos sobre salários de executivos

A Securities and Exchange Commission (SEC) votou na quarta-feira para propor várias emendas às regras de transparência de votação das empresas financeiras, inclusive exigindo que elas divulguem os procedimentos de votação e os resultados dos salários dos executivos.

Se aprovada, a regra exigiria que os gerentes de fundos de hedge e pensões relatassem o processo pelo qual os acionistas da empresa votam na remuneração dos principais executivos.

Os comissários votaram por 4 a 1 a favor das novas regras.

PROPAGANDA

A comissária Allison Herren Lee, ex-presidente interina da SEC, chamou as alterações de “melhorias significativas” que melhorarão a divulgação de votação para trazer maior transparência para as partes interessadas.

“É fundamental que investidores e acadêmicos públicos, formuladores de políticas, emissores e uma ampla variedade de participantes do mercado entendam e avaliem o papel dos fundos e gestores nos mercados de capitais”, disse Lee em comunicado. “Assim, como o poder de voto é exercido ou, em alguns casos, não exercido é inquestionavelmente significativo para os investidores que dependem de intermediários para votar seus dólares de investimento.”

Hester Peirce, uma republicana, divulgou um comunicado expressando sua oposição.

“Embora a estratégia de votação de um fundo possa ser uma parte importante da estratégia geral de gestão de fundos, como ou por que um fundo vota, ou mesmo se um fundo vota em uma questão específica em uma determinada empresa do portfólio, é improvável que influencie materialmente a escolha de um investidor de investir. em um fundo específico”, disse ela.

Ela também argumentou que a regra poderia politizar o voto e influenciá-lo por causa da aparência pública, em vez de maximizar os retornos de uma empresa.

Outras regras propostas incluem padronizar como os arquivos de dados contendo registros de votação são relatados e exigir que os fundos de hedge informem se podem votar dependendo de seus títulos serem emprestados.

As novas regras estarão sujeitas a um período de comentários de 60 dias após a publicação no Federal Register.

Atualizado às 17h12

Veja o tópico de discussão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *