Paquistão fala em duas vozes sobre permissão

O establishment militar e civil do Paquistão falou nesta quinta-feira em vozes conflitantes sobre os documentos de viagem necessários para a peregrinação a Kartarpur, eventualmente acusando a Índia de criar confusão depois que Nova Délhi disse que seguiria o acordo escrito.

De manhã, o diretor-geral das relações públicas inter-serviços, o braço de publicidade das forças armadas do Paquistão, disse que os peregrinos devem portar uma licença ou documento de identificação baseado em passaporte para poder usar o Corredor de Kartarpur.

Horas depois, no briefing semanal, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Paquistão, Mohammad Faisal, reafirmou as renúncias unilaterais que o primeiro-ministro Imran Khan havia anunciado em um tweet em 1º de novembro para as peregrinações no sábado, quando o corredor seria inaugurado e no aniversário de nascimento de Guru Nanak em 12 de novembro.

Faisal anunciou que os peregrinos sikhs não precisariam de passaporte nem se registrariam com 10 dias de antecedência, conforme estipulado no acordo. Ele também anunciou a isenção da taxa de US$ 20 para esses dois dias.

Questionado sobre como a Índia procederia dadas as declarações conflitantes que saíram de Islamabad na última hora, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores Raveesh Kumar disse: “Há um documento bilateral que especifica claramente os requisitos para a peregrinação e não pode ser alterado unilateralmente. seguindo os requisitos especificados no memorando de entendimento.”

Poucas horas depois, Faisal acusou a Índia de criar confusão e de recusar o gesto especial feito por Islamabad.

“Como um gesto especial, o #Paquistão anunciou concessões na auspiciosa ocasião do 550º aniversário de #BabaGuruNanak para facilitar os peregrinos. Isso foi RECUSADO pela #India em flagrante desrespeito aos sentimentos sikh. peregrinos, é a escolha da Índia. A Índia está criando confusão para confundir”, tuitou Faisal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *