Os melhores restaurantes franceses em Singapura

A culinária francesa há muito é considerada o auge da gastronomia.

A tradição consagrada pelo tempo normalmente vê a inclusão de ingredientes cultivados local e regionalmente (pense em carnes, batatas, cogumelos e ervas sazonais). Igualmente importante é o uso de molhos mãe: um termo cunhado pela seminal chef francesa Marie-Antoine Caréme referindo-se aos molhos que são a base de todos os pratos, principalmente espanhol (um molho marrom básico),veludo (um molho saboroso feito de roux e caldo), eb茅chamel (um molho de roux branco e leite).

Cingapura tem seu quinhão de restaurantes finos franceses, e muitos deles experimentaram ascensão meteórica à fama graças ao guia Michelin. E com razão, já que os célebres chefs que lideram esses restaurantes – como o Chef Julien Royer e o Chef Sebastien Lepinoy – dedicaram suas vidas a refinar seu ofício e conhecimento em algumas das principais instituições culinárias do mundo.

Ninguém conhece os prazeres de comer como os franceses, então continue lendo para experimentar a melhor alta gastronomia e pratos tradicionais da cidade.

O chef Julien Royer comanda três Odette com estrelas Michelin. O estabelecimento tem o nome de sua avó e serve cozinha francesa moderna. Espere pratos requintados inspirados na reverência do Chef Royer pela sazonalidade, território, e produtos artesanais. Sua cozinha envidraçada, onde os clientes podem ver os chefs maravilhados e o elegante interior em tons de rosa, tornam o local perfeito para uma ocasião especial.

Les Amis é, sem dúvida, uma referência no cenário gastronômico francês de Cingapura, tendo sido fundado em 1994. Hoje, o Chef Sebastien Lepinoy lidera o estabelecimento com três estrelas Michelin, que se esforça para pintar toda uma história do país, apresentando histórias pessoais e os meandros das principais ingredientes. É também o único restaurante na Ásia a receber os principais “Três Pilares” da excelência gastronômica: três estrelas Michelin, cinco estrelas do Forbes Travel Guide e o Grand Award da Wine Spectator, para que você saiba que estará em boas mãos.

Rhubarb é um restaurante francês contemporâneo com estrela Michelin situado em Duxton Hill. Possui uma atmosfera íntima, pois há apenas sete mesas e os clientes podem assistir os chefs prepararem suas refeições na cozinha aberta. Os destaques do menu incluem foie gras com bergamota e rabo amarelo defumado; uma emulsão de aipo e trufa negra; e vieiras com barriga de porco e chocolate branco de couve-flor. Para aqueles que querem se impressionar, há também um menu Special Chef Surprise (S$ 88++).

L’angelus é um lugar comum para quem procura comida tradicional francesa no coração do CBD. O estabelecimento é conhecido pela sua cozinha consistente e pela utilização de ingredientes de alta qualidade transportados pelo ar de Rungis. Venha relaxar em um ambiente aconchegante e estilo vintage com uma taça de vinho na mão ou saborear pratos clássicos como sopa de cebola francesa (S$ 14), tártaro de carne (S$ 36) e robalo (S$ 38) .

O Gunther’s é conhecido por oferecer cozinha francesa moderna e prática. À frente do restaurante está o Chef Gunther Hubrechsen, que já treinou com o Chef Alain Passard no L’Arp猫ge com três estrelas Michelin antes de vir para Cingapura. Aqui, o Chef Hubrechsen transforma os produtos mais frescos da terra e do mar em pratos requintados, como o macarrão cabelo de anjo coberto com caviar Oscietra; vieiras refogadas com casca; e leitão assado com molho de hibisco.

O Bistro Du Vin foi fundado em 2009 pelo Grupo Les Amis. Oferece uma autêntica experiência gastronómica de bistro francês, com uma atmosfera calorosa; lista de vinhos abrangente; e pratos clássicos como foie gras grelhado com beterraba e confit de perna de pato. Há até um almoço expresso de 2 pratos (S$ 34++) para aqueles que desejam um deleite ao meio-dia.

Saint Pierre é um restaurante com duas estrelas Michelin que oferece cozinha francesa contemporânea temperada com toques da tradição culinária asiática. Espere menus inspirados na sazonalidade e na visão espiritual da culinária do Chef Emmanuel Stroobant. O restaurante também oferece vistas panorâmicas do horizonte da cidade, tornando-o um local ideal para uma refeição memorável.

Brasserie Gavroche é um restaurante tradicional francês escondido na Tras Street. O cardápio abrange clássicos parisienses, como rabada de boi assada em molho de vinho tinto; escargots assados ​​com alho e manteiga; e confit de pato caseiro. Certifique-se de pré-reservar clássicos como o robalo assado com crosta de sal ou bouillabaisse se você está planejando uma festa em breve.

O chef Nicolas Joanny dirige o restaurante homônimo, que mostra seus anos de treinamento em estabelecimentos com estrelas Michelin na França, Itália e Cingapura. Venha para o menu degustação (S$ 98) que muda a cada duas semanas (Chef Nicolas fez quase 300 desde a abertura em 2007). A carta de vinhos também possui uma ampla seleção de vinhos da Borgonha, Alsácia e Vale do Loire, então não há dúvida de que você terá a combinação perfeita para sua refeição.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *