Ex-atleta olímpica perto de acordo judicial no caso de ataque de 6 de janeiro

Os promotores e a defesa de um ex-atleta olímpico estão perto de chegar a um acordo judicial, informaram vários meios de comunicação.

Klete Keller, duas vezes medalhista de ouro olímpico, foi preso em meados de janeiro e indiciado por sete acusações relacionadas ao motim de 6 de janeiro, incluindo desordem civil e obstrução de um procedimento oficial.

Ex-companheiros de equipe e treinadores reconheceram Keller no tumulto depois de ver um vídeo postado nas redes sociais por um repórter do jornal conservador Townhall. No clipe, a jaqueta da equipe olímpica de Keller com a palavra “EUA” impressa nas mangas pode ser vista.

PROPAGANDA

De acordo com uma queixa criminal apresentada contra Keller, o emblema olímpico também estava visivelmente visível em sua jaqueta.

A promotora adjunta dos EUA, Amanda Jawad, disse ao juiz que supervisiona o caso de Keller na quarta-feira que a equipe de acusação e defesa estava “apenas finalizando um acordo” sobre uma barganha.

Keller está sob fiança aguardando seu caso, informou a 9News.

Mais de 500 pessoas foram acusadas em conexão com a insurreição de 6 de janeiro, quando as pessoas invadiram o Capitólio para impedir o Congresso de realizar a contagem oficial do Colégio Eleitoral dos resultados das eleições presidenciais de 2020; no entanto, apenas alguns foram realmente sentenciados, informou a Reuters.

Mais de duas dúzias de réus se declararam culpados das acusações associadas ao incidente, mas o serviço de notícias observou que muitas dessas sentenças ainda estão pendentes.

The Hill entrou em contato com o advogado de Keller para comentar.

Atualizado às 23h.

Veja o tópico de discussão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *