Eu gosto de arte. Isso me deixa feliz: Sharmila Tagore

O CIMA Art Mela abriu ontem na Galeria de Artes Visuais do India Habitat Centre em Nova Delhi. Um dos primeiros visitantes foi Sharmila Tagore, que percorreu toda a coleção e pegou algumas peças de arte, incluindo uma obra de Lalu Prasad Shaw. “Parece que aprendo muito do trabalho dele”, disse Tagore. Ao ser perguntada se gostava de colecionar arte, Tagore disse: ‘Não sei se gosto de arte, mas gosto de arte e isso me deixa feliz. ‘

‘O Art Mela tem muita variedade. Tem algo para todos. Eu acho que é um esforço muito necessário, pois os preços são extremamente acessíveis. Para uma jovem que está começando na vida, acho que isso é extremamente necessário’, disse Tagore.

Ela também acrescentou que sentiu que o Mela se sairia muito bem em outras cidades, como Bangalore e Pune, pois havia muita fome de arte entre os jovens de lá.

O CIMA Art Mela tem cerca de 2000 obras de mais de 85 artistas, incluindo Arpita Singh, Rabin Mondal, Manu Parekh, Jogen Chowdhury, Paresh Maity, entre outros. Os preços variam de R$ 5.000 a R$ 75.000.

O fundador Rakhi Sarkar iniciou o CIMA Art Mela em Calcutá em 2008 para preencher a lacuna entre a inacessibilidade da arte e o desejo de possuir uma. A feira é inspirada em Nandan Mela, do Prêmio Nobel Rabindranath Tagore, que foi introduzido há cerca de um século em Shantiniketan para inculcar o amor pela arte em cada indivíduo.

CIMA Art Mela

Data: 12 a 16 de abril de 2019

Horário: 10h às 20h

Local: Galeria de Artes Visuais, Portão No. 2, India Habitat Centre, Lodhi Road, Nova Delhi – 110003

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *