Dica de Adil Rashid: Prioridade de força, não de superfície

Os spinners geralmente compram um pouco mais dos arremessos dos Emirados Árabes Unidos. Também na Copa do Mundo T20 em andamento, eles tiveram um efeito com muito poucos jogos de alta pontuação até agora na fase Super 12 da competição.

As condições em Dubai, no entanto, foram um pouco diferentes em comparação com as de Sharjah e Abu Dhabi, já que as tacadas pareciam mais fáceis lá. Para não dizer que os spinners tiveram dificuldades em Dubai, mas a margem de erro foi mínima para eles enquanto jogavam boliche em Dubai.

Por exemplo, o leg-spinner Adam Zampa desempenhou um papel fundamental na vitória da Austrália sobre o Sri Lanka na quinta-feira passada, retornando números de 2/12. Mas em questão de apenas dois dias, ele foi levado para a limpeza pelos ingleses Jos Buttler e Jonny Bairstow. Ambas as partidas foram em Dubai.

Na mesma partida no sábado, o homólogo inglês de Zampa, Adil Rashid, colocou os australianos sob todos os tipos de confusão com seus googlies, concedendo apenas 19 de seus quatro overs e recebendo um postigo também. Claro, Rashid jogou boliche na primeira metade do jogo.

Parece ficar um pouco mais difícil para os jogadores na segunda sessão, especialmente se houver orvalho.

Então, quais são os ajustes que um spinner precisa fazer ao jogar boliche em tais condições? De acordo com Rashid, o segundo maior marcador de postigos da Inglaterra em T20Is, com 70 escalpos em 65 partidas, manter os pontos fortes é o melhor caminho a percorrer.

“Onde quer que você jogue, seja nos Emirados Árabes Unidos, Austrália ou Inglaterra, as condições são sempre diferentes. taças do mundo, tem seus próprios pontos fortes”, disse o jogador de 33 anos no domingo.

“Alguns spinners gostam de jogar boliche rápido e alguns gostam de jogar mais devagar. Em última análise, é sobre se você se apega ao que você é bom ou bem-sucedido. E a partir daí, você provavelmente se ajusta um pouco.

“Você precisa avaliar, ‘É um pouco mais rápido? É um pouco mais lento hoje?’ E então você ajusta de acordo. E é assim que eu faço.

“Definitivamente, as condições podem variar. Mas você precisa manter seus pontos fortes primeiro e então, com o passar do tempo, você pode descobrir se o arremesso é um pouco mais rápido ou mais lento e o que é necessário nesse campo”, explicou Rashid. .

Mentalidade crucial

Ele tem cinco postigos em três partidas, mas o que se destaca para Rashid é sua taxa de economia, que está bem abaixo de seis (5,41).

É a mentalidade de procurar criar chances enquanto joga boliche durante o Powerplay ou nos overs do meio que é crucial, enfatizou Rashid.

“Meu plano de jogo é muito parecido, quer eu esteja jogando boliche no Powerplay ou no estágio intermediário. Mesmo que você seja acertado por alguns quatros e seis, você deve ter essa mentalidade de criar chances, permitindo que seu time crie algumas coisas e fazer as coisas acontecerem.

“Obviamente, há momentos em que posso lançar linhas e comprimentos diferentes. Mas a mentalidade nunca muda realmente.”

Elaborando sobre como ele se prepara e se prepara, Rashid disse: “Trata-se de tentar melhorar a cada dia em termos de leg-spin, groove, slide e variação. Alguns dias sai bem, outros não Isso é críquete T20, é o próprio críquete.

“Mas é definitivamente sobre ir para as redes, trabalhar duro e apenas tentar repetir, repetir, melhorar e melhorar dia a dia nesse sentido, dessa maneira.”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *